Uruguaio condenado por homicídio e foragido há mais de 10 anos é capturado no RS

Condenado no país vizinho a 22 anos de prisão por matar, decapitar e colocar fogo na vítima era procurado pela Interpol

Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Capturas (Decap), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), na manhã desta sexta-feira, 25/03, realizou uma ação na cidade de Santa Cruz do Sul que resultou na prisão de um homem de 49 anos de idade.

A prisão ocorreu no bairro Universitário, em cumprimento a mandado de prisão decorrente de sentença penal condenatória definitiva, expedido pela prática do crime de homicídio duplamente qualificado.

Ele foi acusado e condenado por assassinar, decapitar e colocar fogo no corpo da vítima, fato cometido no Uruguai, no dia 13 de outubro de 2001. O crime foi praticado ao longo de três dias.

Em 9 de fevereiro de 2004, o uruguaio foi condenado pelo Juizado Letrado de Execução e Vigilância de Rivera (Uruguai) a uma pena de 22 anos de prisão, com agravantes por premeditação e por impulso de brutal ferocidade.

Em 9 de novembro de 2011 ele foi beneficiado com saídas temporárias e, em 11 de outubro de 2012, não retornou da saída temporária e fugiu, não tendo as autoridades uruguaias mais informações sobre seu paradeiro.

No ano de 2021, policiais da Decap/Deic levantaram a informação de que o alvo teria fugido para o Brasil, mais precisamente para o Estado do Rio Grande do Sul, onde se esconderia. Frente a esta informação, iniciaram-se os contatos com a polícia uruguaia, a qual confirmou que estavam procurando o alvo, passando-se, então, às articulações junto à Interpol uruguaia para a obtenção da difusão vermelha do mandado de prisão uruguaio, o que logrou-se obter em novembro de 2021.

Após, diligenciou-se para descobrir o esconderijo do alvo, que era a cidade de Eldorado do Sul.

Foi efetuado contato com a Interpol brasileira, a qual representou junto ao Supremo Tribunal Federal, para que fosse expedido mandado de prisão brasileiro em desfavor do alvo, tendo o STF acolhido o pedido da Interpol brasileira e expedido a ordem de prisão.

Entretanto, poucos dias antes da expedição do mandado de prisão pelo STF, o alvo abandonou a casa onde estava se escondendo, na cidade de Eldorado do Sul, fazendo com que os policiais da Decap/Deic reiniciassem o trabalho para localizá-lo.

Após algumas semanas, os policiais descobriram que Javier teria fugido para a cidade de Santa Cruz do Sul, onde, na manhã desta sexta, 25/03, o localizaram e prenderam.

O preso será conduzido à Polícia Federal para a realização das formalidades legais concernentes à sua prisão e posterior extradição.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.