Zandoná: Hospital não ficará pronto até 2012

Resta ainda um ano e oito meses para o encerramento do mandato do prefeito Roberto Lunelli em Bento Gonçalves. Apontado como o carro-chefe de sua campanha, o Complexo de Saúde do Trabalhador (CST), também conhecido como Hospital do Trabalhador, ainda não saiu do papel. Esta semana, durante prestação de contas na Câmara de Vereadores, o secretário municipal de Saúde, Ivanir José Zandoná, ao ser questionado pelo vereador Élvio de Lima (PMDB) reconheceu que dificilmente o CST ficará pronto até o final do atual mandato. Foi a primeira sinalização realista em relação à obra vinda de alguém do primeiro escalão municipal.

 Em dezembro do ano passado, quando o projeto do Hospital do Trabalhador foi lançado em evento pomposo na Fundação Casa das Artes, Lunelli prometeu o início das obras ainda para o primeiro trimestre deste ano. Entretanto, até agora nada foi feito. Em palestra na semana passada no Centro de Indústria e Comércio (CIC), o prefeito declarou que o edital para a construção da primeira fase do complexo pode ser lançado “a qualquer momento”.

Leia mais na edição desta sexta-feira

 

Siga o SerraNossa!

Twitter: http://www.twitter.com/serranossa

Facebook: Jornal SerraNossa

Orkut: http://www.orkut.com.br

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.